O exemplo pela superação

Atualizado: 14 de jan.

Luiz Guilherme da Silva, mais conhecido como GUI, é dono de um sorriso contagiante e de uma felicidade explícita.


Segundo um experimento em Zurique, na Suíça, publicado na revista científica "Nature Communications", das 50 pessoas testadas em situações reais, 100% relataram sensações de felicidade após terem tido atos de generosidade, o que foi comprovado biologicamente pelos exames de ressonância magnética a que foram submetidas, que mostraram reação imediata da área do cérebro ligada à felicidade após o estímulo da área da generosidade.


Gui nasceu com paralisia cerebral e teve sua coordenação motora e fala afetadas desde seu nascimento. Apesar de suas dificuldades, Gui não se limitou a aceitar o papel de vítima e se destinou a ser o autor da própria história. Dono de uma generosidade incrível, Gui é fundador de uma campanha que arrecada tampinhas plásticas e lacres de alumínio que são trocados por cadeiras de rodas; ele encontrou na sua realidade uma maneira de ajudar o próximo. Para isso Gui conta com o apoio integral de sua mãe, Raquel Kapp da Silva (sua porta-voz e grande incentivadora do projeto) e, nas horas vagas, também com o de seu pai, Luiz Antônio da Silva, que juntos preparam todo o material arrecado, que primeiramente é lavado e depois separado por cores. Iniciaram essa Campanha do Bem em outubro/2019, onde conseguiram adquirir a 1ª cadeira de rodas, e até o final de 2020 já haviam arrecadado mais 4 cadeiras de rodas e 3 cadeiras de banho.


O estudo citado também aponta que há ainda relação direta entre a evolução do tratamento contra depressão e a realização de trabalho voluntário. Talvez aí esteja o segredo do sorriso encantador do Gui e da sua felicidade ímpar: o altruísmo de fazer sua parte na cooperação de se construir um mundo melhor, quando muitos que têm “muito mais que ele” nada fazem; de doar, e se doar, quando, segundo os parâmetros convencionais, ele teria que receber; de esbanjar felicidade quando, segundo a inversão de valores que vivenciamos hoje, não lhe faltariam motivos para ser triste.

Com a divulgação dessa campanha nas redes sociais esse trabalho incrível chegou ao Estado do Paraná, tendo uma moça entrado em contato com a Raquel, pedido e obtido permissão para realizar o mesmo projeto por lá.

A cada 1.024kg de tampinhas, o valor arrecadado chega a R$ 2.000,00 e se reverte em mais 4 cadeiras de rodas, que são emprestadas ou, dependendo do caso e se os idealizadores acharem necessário, até mesmo doadas.


Que esse grande exemplo do Gui inspire mais e mais corações a perceberem que não dependemos das condições ideais ou de fartura para fazer o bem aos nossos semelhantes: dentro do nosso pouco pode haver o muito de alguém que precisa.

Para quem se interessar em doar as tampinhas e lacres o endereço do ponto de arrecadação é na Rua 2, n° 1.692, Centro (entre Avenidas 12 e 14).


As tampas plásticas podem ser de:

Somente aqueles que de fato acreditam em um mundo novo e se sentem responsáveis por este processo é que “arregaçam as mangas” e trabalham por isso.


A ZeM é parceira deste projeto e disponibiliza pontos de coleta em todos os condomínios que administra, pedindo a todos os moradores que se unam ao Gui para que esse lindo projeto siga em frente e alcance cada vez mais pessoas.


Obrigado Gui, por nos ensinar tanto!


“Há maior felicidade em dar do que em receber”. (Atos dos Apóstolos 20:35)



Assista os vídeos abaixo para conhecer mais sobre o Guiii e sua campanha!


Jovem com paralisia arrecada tampinhas de plástico - YouTube


Thathi Record TV - Corrente do bem para compra e doação de cadeiras de rodas: jovem arrecada tampinhas | Facebook


TV Claret - Campanha arrecada uma tonelada de tampinhas | Facebook


TV Claret - Jovem arrecada tampinhas e troca por cadeira de rodas | Facebook



732 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo